quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Performance "Salvar os Ricos"



SALVAR OS RICOS foi o nome da segunda intervenção urbana, realizada no dia 25 de outubro, nas ruas do Leblon, partindo do Restaurante Garcia & Rodrigues as 9:00 em pequenos grupos, com um encontro marcado na Praça Antero de Quental as 10:00 para a Manifestação dos Ricos, que foi até o shopping Leblon. Nesta intervenção, que aconteceu 5 dias antes do segunda turno das eleições para Presidente, os performers, vestidos com roupas que transmitiam uma idéia de riqueza, desfilaram reivindicando questões tradicionalmente associadas as preocupações de ricos, como segurança e preservação do patrimônio (entre outros), lançando assim um olhar irônico sobre a falta de preocupação de determinados grupos a lutar contra a questão da desigualdade social. Munidos de cartazes e faixas como "Praias da Zona Sul, só para moradores e turistas" ou "Fome é coisa de pobre, diga sim à degustação", ou ainda "Sonegar não é crime: não usamos serviços públicos", os performers estabeleceram um diálogo irônico com os moradores e os convidaram para participar da manifestação. No final da ação, os cartazes permaneceram em alguns pontos estratégicos do Leblon. Partindo de um conceito de "Manifestações de direita", desenvolvido pelos franceses Fred Tousch et Philippe Nicolle e do qual muitos coletivos e artistas de rua se apropriaram, a performance "Salvar os Ricos" buscou provocar uma reflexão sobre o egoísmo social de certas reivindicações antes do dia crucial das eleições, mantendo uma ambigüidade constante sobre a veracidade de tais reivindicações.

Um comentário:

  1. CHOCANTE ESSA PERFORMANCE ...

    Estou muito feliz de estar com os Heróis!

    bjs

    Thaís

    ResponderExcluir